O MUNDO A 40 ANOS....








Em 1970, o espírito revolucionário da década de 60,continuava em primeiro plano da consciência coletiva da Juventude,neste ano os estudantes protestavam nas principais Universidades do Mundo,protestos contra as ditaduras,contra a guerra do Vietnã,etc.Na Moda Mary Quant (inventora da minissaia em !965),juntamente com André Courrèges,ditavam a Moda e a novidade que sua invenção a minissaia tinha ficado 25,4cm acima do joelho,uma loucura para os homens e mais” liberdade” para as mulheres...Na Medicina o médico Sul Africano “Christian Bernard”realizava o décimo transplante de coração humano,pois sua equipe tinha feito em 67 o primeiro transplante do mundo e na tecnologia a calculadora do tamanho de um livro de bolso,tinha sido inventada em 69,tornava-se o produto mais vendido no planeta e por falar em planeta a consciência ecológica começava a ganhar fôlego com os ambientalistas,eram de alguma forma protestos individuais,mas já era um começo,faltava consciência política como disse Paul McCartney em sua música “Wild Life” em 71,” We're breathing a lot,
a lot of political nonsense in the air.”...No Brasil morria Oscarito um dos maiores atores,comediante de todos os tempos parceiro de Grande Otelo,influenciou muita gente,principalmente Renato Aragão(Didi),eterno Trapalhão,outras morte marcantes no mundo,Charles de Gaulle(Presidente Francês) ;Bertrand Russel(Filosofo Britânico);Forster (Escritor Britânico);Café Filho(Presidente Brasileiro);Ditador português,Antonio Salazar...O Brasil era tri Campeã de Futebol no México até hoje considerada a maior seleção de todos os tempos...vivíamos o lema “Ame ou deixe-o”,o milagre econômico,empréstimos,investimentos estrangeiros e a ditadura de Médici,baixando a lenha,nos estudantes,nos políticos,no povo,eram os anos de chumbo da ditadura,no Chile,Salvador Allende era eleito Presidente e três anos depois era assassinado pela ditadura de Pinochet,apoiado pela CIA.




Na música duas perdas importantes para o Rock e para Juventude;Jimmi Hendrix e Janis Joplin,numa época tão pertubada,cheias de conflitos,os astros do Rock eram os expoentes máximos,Jimmi Hendrix,desenvolveu um som único,inventou distorções,microfonias,detonou efeitos poderosos do pedal wah wah e deixou todos os guitarristas da época atônitos de queixo caídos entre eles,Eric Clapton,Jeff Beck;Jimmy Page,etc)nada mal para um negro filho de uma índia Cherokee,conheceu: Beatles(foi Paul que o convidou para Londres e o indicou para o Festival de Woodstock);Bob Dylan e até Miles Davis se rendeu,o famoso trompetista do Jazz,o conheceu através de sua polemica mulher a cantora e modelo Betty Mabris,e com essa influencia que lançou um dos discos mais revolucionario “Bitches Brew”,vale destacar a matéria de José Teles no Caderno C do Jornal do Commercio,morreu de overdose...depois veio a morte de Janis Joplin, a maior cantora branca de blues de todos os tempos,teve uma vida muito problemática,aos 17 anos,fugiu de casa e sobreviveu cantando em bares,em 66 conheceu o pessoal do Big brother & The Holding Company e explodiu no Festival de Montery,Janis teve uma vida amorosa contubarda e se refugiu na bebida e nas drogas como alivio para suas dores de cotovelo e suas solidões(esteve no Brasil,Serguei o Rockeiro mais velho do que Mick Jagger,etc foi quem lavou a jega...deu total “assistência” a Rainha do Blues),morreu também de overdose...”No Palco eu faço amor com 25.000 pessoas,depois vou para casa sozinha” Mas o pior estava por vir a separação dos Beatles e o seu último disco lançado pela gravadora “Let it be”,vinha amargo,começava a des(construção) dos seus personagens,do mito,(Lacan),tanto que eles queriam se disvincularem,”amadorismo” como alguns estudiosos comentam,a falta de Brian Epstein(Empresário que cuidava de tudo)Yoko,Allen Klein,George Martin(Passivo demais)etc. uma série de fatores levaram ao Fim,mas quem veio para escrever a Revolução não poderia de ser pioneiros mais uma vez vários fatores,como o show fantástico em cima do Edifício(no telhado) em Londres,deixando todos perplexos


Nas ruas e as pessoas querendo saber o que estava acontecendo,mas como sempre veio a policia encerrou mo show,mas voltando para o disco,o produtor foi Phil Spector,o cara que inventou a terceira parede do som,Quincy Jones que o diga o produtor de Michael Jackson(The wall,Thriller,Bed) e as grandes canções: Across Universe(Hino dos astronautas da NASA),vale a pena ouvir também com David Bowe(Amigo de Lennon);The long widing road(uma das preferidas de Ray Charles);Get Back que Tina Tuner detona no seu disco solo de estréia e Maggie mãe,música que John aprendeu tocando banjo com sua mãe Julia e Let it be que tem uma das frases mais filosóficas,poéticas da música”Por mais que seja escura a minha noite,sempre haverá uma estrela que brilhará por mim”,música feita por Paul para sua mãe e no fim do disco a famosa frase de John que também está no Documentário ,no show em cima do edifício da Apple,na Seville Street;” I’d like to say thank you on behalf of the group and ourselves. I Hope we’ve passed the audition” (Eu gostaria de dizer obrigado em nome do grupo e de todos nós.Espero que passemos na audição).E Passaram nessa e em todas as audições da música contemporânea.

( By:Flávio Magalhães;e-mail jfomagalhaes@hotmail.com)

1 comentário

Ministério em 7 de janeiro de 2011 11:15

Olá, blogueiro (a),

Salvar vidas por meio da palavra. Isso é possível.

Participe da Campanha Nacional de Doação de Órgãos. Divulgue a importância do ato de doar. Para ser doador de órgãos, basta conversar com sua família e deixar clara a sua vontade. Não é preciso deixar nada por escrito, em nenhum documento.

Acesse www.doevida.com.br e saiba mais.

Para obter material de divulgação, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br

Atenciosamente,

Ministério da Saúde
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/minsaude

 
Copyright ©2018 GArganTA MAGAlhães Todos os Direitos reservados | Designed by Robson Nascimento