SOCIABILIDADES na INTERPOÉTICA

01. O show Tem Mais Samba/Banda SEU CHICO
      confirma a presença arrebatadora de Tibério Azul,
      intérprete de corpo inteiro em gestual com a firme
     delicadeza de um Luiz Melodia e do nosso Aristides
      pernambucália Guimarães.
      Acompanhado por músicos exuberantes, impossível
      não registrar Vitor Araujo, agora também ator em
      FEBRE DO RATO. Surpresas além do samba.
02. O sucesso do primeiro Laboratório de Literatura
      estimulou seus idealizadores a programar um
      outro de CRÍTICA CULTURAL. Ação conjugada
      por Wellington de Melo e Vavá Schön Paulino.
      Cinema, gastronomia, música, artes visuais, dança
      com as finas estampas da cultura pernambucana.
      Angela Prysthon, fonte de unanimidades.
03. Torna-se mais do que difícil se autoconsiderar
      autor contemporâneo sem ter lido O LIVRO DO
      AVESSO de João Silvério Trevisan: convicção de
      Almeida do Janga percorrendo avenidas recifenses.
04. Uma pessoa, enfim, teve a idéia sublimadora de
      reunir miniquadros da coleção de Elias Dimenstein
      com os concebidos em homenagem ao nosso ALEX.
      Local quase ainda inédito: Centro Cultural dos
      Correios no Recife Antigo, perto da Madre de Deus.
05. O médico-antrpólogo Abel Menezes colaborando com
      os inventores do único bloco que mantém um Sarau:
      NADABRAHMA  em sânscrito significa TUDOÉSOM.
      Para diálogos: abelgalaxiainfovia@gmail
06. MIRÓ, tanto na Muribeca quanto na Av. Paulista,
      sugerindo a Marcelino Freire exibição do curta CALMA,
      MONGA, CALMA!  na próxima Balada Literária. Entre
       nós, Marcelino vem autografar seu primeiro livro pelo
       selo EDITH.
07. TATUÍ representa muito mais  do que uma revista de
      crítica contemporânea, ousando da metalinguagem à
      TRANSliteratura. Ana Luiza Lima e Clarissa  Diniz
      farão todo frisson na Universidade das Quebradas/RJ,
      em companhia de Numa Ciro e Helô B. de Holanda.
08. Por citar o mais charmoso sobrenome, andam pensando
       em convidar Ana de Hollanda para abertura do   
       Laboratório de Crítica Cultural, no Recife. Luci Alcântara
       filmará tudo com seus alunos (as) mais alucinantes.
09.  MTV NA BRASA: China reapresentando Ortinho entre
       os melhores da MPB contemporânea.
10. Quem mais cedo nos ultrapassará: o ciúme, o amor ou
       a solidão das singularidades?
       Recife/Junho/2011

Jomard Muniz de Britto

Comentários

 
Copyright ©2018 GArganTA MAGAlhães Todos os Direitos reservados | Designed by Robson Nascimento