Má Risa Raposo [pro bom entendedor, pingo é i] já tinha inventado um título profissional que não existe - "psicóloga cristã" (que seria como dizer "oftalmologista islâmico" ou "engenheiro umbandista") — e agora também inventou uma espécie de ministério ou secretaria de governo que não existe, lançando nas redes sociais o boato de que eu serei nomeado pela presidenta Dilma como "representante da juventude no governo federal".
A "psicóloga-cristã" leu — e não entendeu (certamente tem problemas cognitivos) — uma matéria do Terra que comentava minha participação num comício com Dilma e Lula em Itaquera. A matéria especulava sobre o impacto que meu apoio à reeleição da presidenta poderia ter entre os eleitores jovens (excetuando, claro, a juventude fanática e fundamentalista religiosa que compõe o rebanho de Má Raposo e MAL-AFAIA; esta, óbvio, não votaria em Dilma). Contudo, Má Risa Raposo, coitada, por não saber interpretar uma simples notícia, caiu em paranóia e deve ter pensado: "Agora Jean vai ser ministro da juventude! Meu Deus! O que será de nós?". A "psicóloga cristã", então, vomitou sua paranóia em português ruim no twitter e, depois disso, vários sites gospel ligados a MAL-AFAIA começaram a "noticiar" o meu suposto cargo no governo Dilma (uma espécie de tenebroso Ministério do Mal Absoluto, em seu entendimento) e até alguns veículos de imprensa supostamente sérios (ai, colegas jornalistas, não envergonhem nossa profissão, please!) reproduziram, sem checar, as falsas informações. É assim que um boato tosco acaba virando notícia.
Por isso, venho a público tranquilizar tanto a "psicóloga-cristã" Má Risa Raposo quanto seu rebanho de ovelhas jovens (rebanho que mostra o quão "cristão" é escrevendo insultos impublicáveis e ameaças terríveis contra mim em minhas redes sociais - um exemplo de gente, né?): não vou ser ministro de nada! Sou deputado federal, eleito com quase 145 mil votos, e tenho uma responsabilidade no parlamento. E o meu apoio à Dilma foi no contexto do segundo turno, mas não muda meu lugar na política, que é o da oposição à esquerda e republicana, na bancada do PSOL. É desde esse lugar que continuarei dialogando com a presidenta e com meus colegas deputados das diferentes bancadas sobre todos esses projetos em favor dos direitos humanos que assombram a Má Risa Raposo e lhe tiram o sono e a tintura-creme cafona dos cabelos. E se a "psicóloga cristã" pensasse, deveria se preocupar mesmo era com minha presença no parlamento; lá, sou mais eficaz na luta contra as trevas do obscurantismo que ela e seu rebanho representam. Mas ela não pensa, gente...

Comentários

 
Copyright ©2018 GArganTA MAGAlhães Todos os Direitos reservados | Designed by Robson Nascimento