SGT. PEPPERS LONELY HEART CLUB BAND



                              SGT. PEPPER’S : A MAIOR REVOLUÇÃO DA MÚSICA

por Flávio Magalhães*

Em 1967 no dia 1º de Junho, o maior grupo de rock de todos os tempos, os Beatles, lançava o "Sargeant Pepper's Lonely Hearts Club Band", surpreendendo o mundo com um trabalho que mudaria definitivamente o curso da música contemporânea. Ela nunca mais seria mesma. Depois desse disco, todos queriam fazer seus álbuns conceituais. O Sgt. Pepper's... foi tão impressionante que Brian Wilson dos Beach Boys, quando o ouviu pela primeira vez, pirou, parou de trabalhar em seu próprio álbum (“Smile”), achando que o disco quintessencial tinha sido feito. O disco já começa com a própria capa inovadora, uma das mais imitadas de todos os tempos. *Pela primeira vez as letras vinham impressas na contra-capa, além dos personagens Karl Marx, Marylin Monroe, Capitalismo +Comunismo=Globalização, Alester Crowly, o guru do heavy metal, Stockhausen, compositor de vanguarda alemão etc. Mostra as novas tendências da música, além de personagens que influenciaram suas vidas assim como: Jung,(seus arquétipos bem ao estilo Beatle), Lewis Carrol, Poe, Dylan, Joyce etc. A TV mostra o consumismo, e a forma da comunicação que se desenvolvia rapidamente, o nome da banda feita de cannabis mostra que eles estavam a favor da liberação. O ecletismo é um dos pontos fortes do grupo e do disco: canções hindus, folk, vaudeville, música clássica, eletrônica, rock psicodélico, progressivo, heavy, jazz-rock, a reação dialética do punk, music disco, o DJ, african beat,  reggae, rugidos de animais, sons que só os cachorros podiam ouvir, como disse Lennon e McCartney uma homenagem aos cães ingleses e do mundo inteiro, despertadores...orquestra com máscaras e muito simbolismos, inspiração em Bach, o Rock virou ARTE, reafirmando a aldeia global preconizada por McLuhan. As canções, a começarem pelo próprio título do disco, eram um protesto antipanfletário contra a guerra do Vietnã; as músicas falam em diversos temas: drogas, violência contra a mulher, dramas circenses, filosofia oriental, influenciando artistas do mundo inteiro. Dai todos começaram a fazerem seus trabalhos conceituais, entre eles: Stones, The Who, Dylan, Pink Floyd, Led Zeppelin, Frank Zappa, Velvet Underground, Smiths, Nirvana, Oasis, Radiohead, U2, Mutantes, Gil, Caetano, Raul Seixas, Zé Ramalho, Belchior, Secos & Molhados, Nação Zumbi, etc. Como disse nosso ex- Ministro da Cultura, Gilberto Gil: “O Tropicalismo é o Sgt. Peppers + Banda de Pífanos de Caruaru”. Enfim, influenciaram todos os movimentos de vanguarda do planeta, para sintetizar este álbum tão conceitual e cheio de vanguardas o crítico de cultura Kenneth Tynan, disse: "Um momento decisivo na história da civilização ocidental”.


*José Flávio de Oliveira Magalhães é sertaniense; atualmente trabalha como professor de Arte e Inglês na Escola Técnica Arlindo Ferreira dos Santos(ETE), rede pública de ensino, é poeta (autor do livro Anjo Urbano, Contagem Regressiva) e diretor do grupo teatral Primeiro Traço Teatro.


Comentários

 
Copyright ©2018 GArganTA MAGAlhães Todos os Direitos reservados | Designed by Robson Nascimento