BRÁULIO TAVARES OU TRUPIZUPE, O RAIO DA SILIBRINA.

                                    Com o Poeta Bráulio Tavares em São José do Egito-PE
         Bráulio Tavares é colunista, escritor, compositor, estudou cinema e é pesquisador de literatura fantástica.Nascido na  cidade de Campina Grande, Paraíba, ganhou a premiação portuguesa Caminho da Ficção Científica pelo livro de contos A espinha dorsal da memória (1989). Pela Casa da Palavra, publicou as antologias Páginas de sombra: contos fantásticos brasileiros (2003), Contos fantásticos no labirinto de Borges (2005), Freud e o Estranho: contos fantásticos do inconsciente (2007), Contos obscuros de Edgar Allan Poe (2010) e Páginas do futuro: contos brasileiros de ficção científica (2011), além de traduzir o clássico O fantasma de Canterville (2011), trabalhos feitos em parceria com Romero Cavalcanti. Conheci seu trabalho quando estudava em Recife nos anos 80, seu livro de poesia, "Sai do meio que lá vem o filósofo" (Edição do autor, 1982), foi meu primeiro contato e como diz o crítico e poeta paraibano, Hildeberto Barbosa Filho:
"A poesia de Bráulio Tavares funda raízes numa mescla criativa de fontes em que dialogam a tradição do cancioneiro popular, nos ritmos despachados, líricos e melódicos do repente e do cordel, a pulsação desencontrada e irreverente da dicção contracultural e os arrepios formais da erudição e da vanguarda".


Comentários

 
Copyright ©2018 GArganTA MAGAlhães Todos os Direitos reservados | Designed by Robson Nascimento