MÃE TERRA
Sua posição no firmamento
Me faz lembrar da solidão
E encontrar uma eterna Paz
Invadindo os seres de emoção.
Tens uma beleza universal
O corpo estrelado
Sorriso de luar
Uma espécie de amor celestial...
Tornastes em semente
Fecundaste com o Sol
Do teu sexo adubado
Geraste vários aspectos de vida
Tornando-se: selvagem, bela
Mãe Terra do Amor sem fim
Do teu corpo tornaste palco
Onde todos lutam 
Pelo bem e pelo mal
Do teu seio amamentaste todos de:
Sonhos, ilusões, conflitos e destruições
Pois tornaste universal em:
Mãe terra do Amor sem fim...
(Flávio Magalhães, 10/06/1984).
A MINHA HOMENAGEM AO DIA DA TERRA...ESPERO QUE GOSTEM, VAMOS CUIDAR DO PLANETA...

Comentários

 
Copyright ©2018 GArganTA MAGAlhães Todos os Direitos reservados | Designed by Robson Nascimento