SERTÂNIA CÉU AZUL

Sertânia céu azul, berço do artista,
Que miscigena poetas e cantores,
Do serrote do pau d’arco à vista,
Vê-se a mais bela de todas as flores.

Terra que a cada dia me conquista,
Germinada na luz da fé, teus valores,
Princesa do Moxotó, renascentista,
Aspectos singulares de tuas cores.

-Sublime é a química do teu rio!
Do aventureiro Antão, corajoso brio,
Que nas margens si fez inquilino.

E se eis para mim a arte e o norte,
Na virtude do seu povo, seio forte,
Consagro-te as rédeas do meu destino.

Autor: Antony Patrício de Sousa Melo
24/05/2015

Comentários

 
Copyright ©2018 GArganTA MAGAlhães Todos os Direitos reservados | Designed by Robson Nascimento