M O M E N T O S Sonetos e Poemas por Carlos Celso Uchôa Cavalcante

O MEU EU
Caminhei por estradas muito extensas
A buscar a real felicidade
Repeti tantos atos de bondade
Liberdades eu tive tão propensas
Os acasos me deram tão imensas
Suas doses de oportunidades.
Cri na Força Divina, sobretudo
Exaltei o poder do Salvador,
Li na Bíblia que Cristo Redentor
Sobre nós derramou seu conteúdo
O poder infinito do amor.
Usufruí da vida as alegrias
Carregando as tristezas sobre mim
Hoje vejo no passar dos meus dias
O florir de um imenso jardim
A mostrar-se cheio de fantasias.
Caminhando ainda continuo
A procura do que não sei ainda
Vida longa de trajetória infinda
A vagar na imensidão flutuo
Longe da água, no vendaval, concluo
Coisas  belas estou a procurar
As andanças me farão encontrar
Na beleza que tanto procurei
Tudo que até hoje não achei
Em meus dias finais hei de achar.

Comentários

 
Copyright ©2018 GArganTA MAGAlhães Todos os Direitos reservados | Designed by Robson Nascimento